HISTÓRICO

Em 14/03/18

AVM Convite para Palestra Cel. Roberto Rodrigues de Meneses[1]

Uma reunião com o presidente da Academia de Letras dos Militares Estaduais de Santa Catarina - ALMESC, Coronel PM RR Roberto, será realizada na sede da AVM, no dia 15 de março, às 10 horas, com o objetivo de viabilizar a criação da Academia de Letras dos Militares Estaduais do Paraná - ALMEPAR.

O associado Capitão João Carlos Toledo Júnior, é autor do livro "A participação da Polícia Militar do Paraná nos conflitos bélicos: Da Guerra do Paraguai ao Contestado", o que possibilitou sua diplomação como membro correspondente da ALMESC, em outubro de 2017. Agora, os trabalhos estão focados na criação de uma academia paranaense.

"É muito importante a participação dos militares estaduais, da ativa e da reserva, que são escritores ou têm interesse nessa área acadêmica literária, para que possamos fazer um levantamento e ainda este ano criar a ALMEPAR. Todos estão convidados a participar, o projeto é promover a fundação de academias em outros estados, inclusive no Paraná, e também da Academia Nacional de Letras para Militares Estaduais", explicou o Capitão Toledo.

A Academia de Letras dos Militares Estaduais de Santa Catarina foi fundada em outubro de 2012, com o objetivo de incentivar militares estaduais daquele estado a produzir obras literárias na área de segurança pública e também outros segmentos.

Reunião discute criação de Academia de Letras dos Militares Estaduais do Paraná

Em 15/03/18

O presidente da Academia de Letras dos Militares Estaduais de Santa Catarina, Coronel Roberto Rodrigues de Menezes, participou de uma reunião na sede da AVM, nesta quinta-feira (15), para viabilizar a criação da Academia de Letras dos Militares Estaduais do Paraná.

Ele foi recepcionado pelo presidente da AVM, Coronel Washington Alves da Rosa, o diretor do Departamento Cultural, Coronel Iranil dos Santos, o Subtenente Izaquiel e o Major Henrique, respondendo pela Diretoria de Eventos da Associação.

Na oportunidade, foi explanado sobre a estrutura da entidade e apresentado os pontos fundamentais para a elaboração e conclusão do projeto.

O convite foi realizado pelo associado Capitão João Carlos Toledo Júnior, que é diplomado como membro correspondente da ALMESC, entidade cultural fundada em outubro de 2012, tendo como sede a Associação Barriga Verde dos Oficiais Militares Estaduais, na cidade de Florianópolis.

Estiveram presentes no evento o membro da Academia Paranaense de Letras, Coronel Celso Antonio Mendes, o vice-presidente da ASSOFEPAR, Coronel Rene Roberto Witek, o vice-presidente da AMAI, Coronel Janary Maranhão Bussmann, o Capitão Marcelo Trevisan Karpinski, representando o Comando-Geral da PMPR; o Major Edison Carlos Pereira, representando o Comando do Corpo de Bombeiros, o 2º Sargento Emerson Ferreira França, representante da AVM na Casa Militar, além de diretores e colaboradores da AVM.

PM inicia tratativas para criar a Academia de Letras dos Militares Estaduais do Paraná

Em 26/04/18

Na manhã de quarta-feira (25/04) no Estado-Maior da Polícia Militar iniciaram os trabalhos para a elaboração do estatuto, do Regimento Interno e outros assuntos administrativos para a criação da Academia de Letras dos Militares Estaduais do Paraná (ALMEPAR).

O colegiado busca estimular a produção literária na Corporação, bem como valorizar os policiais que já tem títulos publicados sobre segurança pública.

A reunião foi presidida pelo capitão João Carlos Toledo Júnior, que integra a Academia de Letras dos Militares Estaduais de Santa Catarina (ALMESC) como Membro Correspondente, contando com a presença do presidente da entidade catarinense na Associação da Vila Militar (AVM) com policiais militares da ativa e da reserva remunerada a fim de verificar como se daria a criação do grupo.

Após a reunião, o processo para a criação da ALMEPAR seguiu para tramitação legal com objetivo de ser lançada ainda no ano corrente de 2018.

Assim instituída Academia, para fazer parte dela, os militares devem possuir obras na área da segurança pública, história ou literatura e experiência profissional e acadêmica nessas áreas.

Paraná terá Academia de Letras dos Militares Estaduais

Uma reunião na manhã de quarta-feira (25/04) no Estado-Maior da Polícia Militar, em Curitiba, iniciou os trabalhos para a elaboração do Estatuto, do Regimento Interno e outros assuntos administrativos para a criação da Academia de Letras dos Militares Estaduais do Paraná (ALMEPAR).

O grupo busca estimular a produção literária na Corporação, bem como valorizar os policiais que já tem títulos publicados sobre segurança pública.

A reunião foi presidida pelo capitão João Carlos Toledo Júnior, que integra a Academia de Letras dos Militares Estaduais de Santa Catarina (ALMESC).

Com objetivo de trazer o trabalho para o Paraná, houve uma reunião com o presidente da entidade catarinense na Associação da Vila Militar (AVM) com policiais militares da ativa e da reserva remunerada a fim de verificar como se daria a criação do grupo.

O processo de criação está em andamento e o objetivo é que ainda este ano a Academia seja lançada.

Para fazer parte da ALMEPAR os militares estaduais da ativa ou da reserva, praças ou oficiais, devem possuir obras na área da segurança pública, história ou literária e experiência profissional e acadêmica nessas áreas.

O próximo encontro será no dia 7 de maio, às 18 horas, na sede da AVM (R. Santo Antônio, nº 100 - Rebouças - Curitiba).

Reunião dá andamento aos trabalhos para criação da ALMEPAR

Em 08/05/18

Uma nova reunião aconteceu na tarde de segunda-feira (07), na AVM, para a criação da Academia de Letras dos Militares Estaduais do Paraná (ALMEPAR). Os trabalhos foram concentrados para a elaboração do Estatuto, Regimento Interno e outros assuntos administrativos. Com o apoio da Associação, o projeto poderá contar ainda com um site e uma Fanpage própria para divulgação dos trabalhos acadêmicos, textos e produções literárias.

O colegiado busca estimular a produção literária na Corporação, bem como valorizar os policiais que têm títulos publicados sobre segurança pública.

O processo de criação seguiu sua tramitação legal para lançamento ainda no ano corrente de 2018. Para fazer parte da ALMEPAR, os militares estaduais da ativa ou da reserva, praças ou oficiais, devem possuir obras na área da segurança pública, história ou literária e experiência profissional e acadêmica nessas áreas.

Reunião com Comando-Geral fecha tratativas para implantação da ALMEPAR em Curitiba

Em 27/06/18

A Comandante-Geral da Polícia Militar, coronel Audilene Rosa de Paula Dias Rocha, recebeu na manhã de quarta-feira (27/06), a equipe de oficiais que está instituindo a Academia de Letras dos Militares Estaduais da Polícia Militar do Paraná (ALMEPAR). Foi apresentado o andamento do projeto, bem como as tratativas para a inauguração que deverá ocorrer em agosto próximo. O Subcomandante da PM em exercício, coronel Antônio Zanatta Neto, também participou da reunião.

"É importante motivarmos nossos oficiais e praças a escreverem e acredito que a criação da ALMEPAR é um grande passo para isso. Nós já trabalhamos para tornar a Academia Policial Militar do Guatupê em Centro Universitário, nossa intenção é que ela exporte conhecimento e com este projeto ampliamos ainda mais nossa capacidade literária", disse a Comandante-Geral da PM.

Para o coronel da Reserva Remunerada da PM, Antônio Celso Mendes, que está auxiliando na implantação da ALMEPAR, a iniciativa é muito importante para a PM do Paraná.

"Essa iniciativa da corporação, por meio do capitão Toledo, é muito importante porque vai abrir uma perspectiva de cultura dentro da corporação. Então, assim, haverá interação com a Academia Policial Militar do Guatupê e vamos restaurar a perspectiva histórica da PM. O capitão Toledo é especialista na história do Paraná e está dando essa contribuição valiosa para que a ALMEPAR se instale e, realmente, seja uma célula viva dentro da corporação", disse o coronel, que tem mais de 15 livros publicados, ocupa a cadeira número 34 da Academia Paranaense de Letras e se aposentou em 1984.

Para um dos idealizadores da ALMEPAR, capitão João Carlos Toledo Júnior, que integra a Academia de Letras dos Militares Estaduais de Santa Catarina (ALMESC), o grupo busca estimular a produção literária na Corporação, bem como valorizar os policiais que já tem títulos publicados sobre segurança pública. "Teremos a revista da ALMEPAR para publicar os trabalhos dos nossos escritores", conta.

"Hoje falamos com a Comandante-Geral a fim de ajustar a data que vai acontecer a instalação e posse da ALMEPAR, prevista para o dia 28 de agosto em Curitiba. Com a reunião de hoje o colegiado fecha a primeira parte das tratativas iniciais para a fundação da Academia.

O próximo passo agora é reunir o colegiado da ALMEPAR para a apresentação do restante da documentação e de outras questões burocráticas", explicou Toledo.

ASSOFEPAR apoia criação da Academia de Letras dos Militares Estaduais do Paraná

A criação da Academia de Letras dos Militares Estaduais do Paraná (ALMEPAR) está na agenda dos eventos relativos às comemorações do 164º aniversário da PMPR.

Na terça-feira (31/07), o Presidente da Associação dos Oficiais, Coronel Izaías de Farias, juntamente com outros Conselheiros, estiveram reunidos na Sede da ASSOFEPAR com integrantes da diretoria provisória da ALMEPAR.

Entre as atribuições da Academia estão cultivar as relações entre os escritores, estimulando o intercâmbio de informações na área da Segurança Pública, da História da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar, assim como da Literatura em Geral; cooperar com os órgãos de classe e entidades afins em seus objetivos culturais e sociais; constituir fóruns de estudo e veiculação na imprensa dos assuntos de Segurança Pública em geral, estimulando a nova geração de pesquisadores no Paraná e instituir concursos literários, promover Encontros, Fóruns, Congressos e Seminários nas áreas de saber já especificadas.

O Presidente da ASSOFEPAR, Coronel Farias, ressaltou que a criação da Academia também é uma premissa da Associação dos Oficiais. "É o estímulo à produção do conhecimento, seguindo não só a tendência regional, como nacional, uma vez que a própria Federação Nacional de Entidades de Oficiais Militares Estaduais (FENEME) incentiva a criação das Academias de Letras nos estados, trabalhando para que, a curto prazo, tenhamos também a Academia Brasileira de Letras dos Militares Estaduais.

Instalação e posse da diretoria provisória da ALMEPAR

Em 06/08/18

A instalação e posse da diretoria provisória da Academia de Letras dos Militares Estaduais do Paraná - ALMEPAR, foi realizada na sede da AVM, na sexta-feira (03), sendo nomeado como presidente o Coronel da reserva, Antônio Celso Mendes.

No dia 28 de agosto, como parte das comemorações dos 164 anos da PMPR, será realizada a fundação, instalação e posse definitiva, no auditório do Centro Universitário Curitiba.

"Esse ato representa um momento de transformação na corporação. No momento que eu cumprimento a iniciativa do Capitão Toledo e dos demais militares estaduais que se dedicaram nesta tarefa, para que realmente a Academia possa ser um diferencial de cultura, aproveitando o potencial de inteligência da Instituição", afirmou o presidente.

A diretoria ficou assim composta: presidente: Cel. PM Ref Antônio Celso Mendes; vice-presidente: Cel. PM Ref Janary Bussmann Maranhão; diretor de Eventos e Cultural: Maj. QOPM Alan Waldick de Almeida Garrett; secretário: Cap. QOPM João Carlos Toledo Júnior; tesoureiro: Cap. QOPM Marcelo Trevisan Karpinski; e bibliotecário: Subten. PM RR Izaquiel Leal Miranda.

Durante a posse provisória, além do Coronel Celso Mendes, a mesa foi composta ainda pelo presidente da AVM, Coronel Washington Alves da Rosa; o diretor do CPM, Major Marcelo Toniolo; e o diretor adjunto da Diretoria de Finanças da PMPR, Major José Semmer Neto. Na ocasião, o Capitão João Carlos Toledo Júnior, um dos idealizadores do projeto, informou que o Capitão Rosinha será o patrono da Academia, em homenagem e reconhecimento ao maior historiador da PMPR.

O evento contou ainda com a participação do Coronel Sérgio Malucelli, na ocasião fez uma breve referência à importância da presença do Coronel Antônio Celso Mendes, nomeado presidente. "Fui seu aluno e ele deixou muitos exemplos positivos. A sua posse valoriza ainda mais a corporação".

O Coronel Washington destacou o trabalho do Departamento Cultural da AVM, com a publicação de livros, que colocam o Paraná no cenário nacional como referência na literatura policial. "Hoje temos uma lista grande de obras editadas e essa iniciativa de criação de ALMEPAR consolida essa atuação. É uma satisfação muito grande estarmos aqui, nessa parceria, e certamente a Academia tão logo alcançará as maiores posições no ranking nacional, engrandecendo a Polícia Militar do Paraná", afirmou.

O projeto, que busca estimular a produção literária na Corporação, bem como valorizar os policiais que já tem títulos publicados sobre segurança pública, conta com o apoio da AVM, que foi sede das reuniões para a definição da Academia, dos trabalhos concentrados para a elaboração do estatuto, regimento interno e outros assuntos administrativos.

Os integrantes da diretoria empossada têm uma grande experiência na área literária, com destaque para o presidente, que é membro da Academia de Letras do Paraná; o vice-presidente, que é membro do Instituto de História e Geografia do Paraná; o Diretor de Eventos e Cultural que integra a Academia Cultural de Curitiba; e o Secretário, que é membro correspondente da Academia de Letras dos Militares Estaduais de Santa Catarina.

Academia de Letras dos Militares Estaduais do Paraná é fundada com garbo e condecorações na Capital

Em 29/08/18

Por Márcia Santos

Jornalista PMPR

Oficiais e praças da ativa e da reserva remunerada, totalizando um grupo de 18 integrantes, são os primeiros a fazer parte da Academia de Letras dos Militares Estaduais do Paraná (ALMEPAR) e os acadêmicos tomaram posse das suas respectivas cadeiras durante a cerimônia de fundação da entidade na Universidade Curitiba, na noite desta terça-feira (28/08). O ato foi presidido pela Comandante-Geral da PM, coronel Audilene Rosa de Paula Dias Rocha, e pelo Secretário Chefe da Casa Militar, coronel Maurício Tortato.

A criação da ALMEPAR é um marco para as comemorações pelos 164 anos de existência da Polícia Militar, e justamente por se tratar de uma iniciativa para preservar a história da Corporação e buscar a expansão da produção literária sobre a segurança pública. São 18 acadêmicos que possuem envolvimento com a literatura e fazem parte de várias épocas da PM.

A coronel Audilene acredita que a ALMEPAR surge para reunir a produção de textos e obras que colaboraram para o aperfeiçoamento doutrinário da Polícia Militar. "Nosso grande objetivo é cada dia prestar um serviço melhor e não tem outra forma que não seja buscar o aprimoramento por meio da capacitação dos policiais militares com os livros, tanto os acadêmicos quanto os de teor técnico", apontou.

Durante a solenidade foi dada a posse a presidência da ALMEPAR, à Diretoria Executiva e ao Conselho Fiscal. O coronel reformado Antônio Celso Mendes, que possui mais de 15 livros publicados, ocupa a cadeira número 34 da Academia Paranaense de Letras e se aposentou em 1984, exerce o cargo de presidente da entidade.

"A ALMEPAR vai cuidar principalmente dos aspectos históricos da corporação. A PM do Paraná tem participado de muitos acontecimentos históricos que marcaram a evolução do estado que precisam ser registrados. A Academia vai cuidar também da produção de biografias sobre personagens importantes para a Corporação, sempre de maneira espontânea e criativa", explicou o coronel.

Cada uma das 18 cadeiras homenageia um militar estadual que teve destaque durante sua passagem pela Corporação, muitos personagens de momentos históricos como coronel Joaquim Antônio de Moraes Sarmento coronel Cândido Dulcídio Pereira, dentre outros que exerceram papéis fundamentais. Os acadêmicos receberam o diploma e a insígnia para marcar o ingresso à ALMEPAR. A Comandante-Geral, e o Diretor-Comandante da Academia Policial Militar do Guatupê (APMG), coronel Mauro Celso Monteiro, receberam o diploma de acadêmico de honra.

"É mais uma satisfação para a família Alves da Rosa receber em nome do nosso querido pai essa homenagem, onde o pai se torna patrona da Academia de Letras dos militares estaduais. Mais uma vez o trabalho do pai sendo reconhecido, que se fosse vivo, com certeza, estaria integrando junto dos demais participantes tomando posse da Academia", parabenizou o Presidente da Associação da Vila Militar e filho do capitão João Alves da Rosa Filho, patrono da ALMEPAR, o qual foi homenageado "post-morten" com a Medalha do Mérito da ALMEPAR.

O capitão João Carlos Toledo Júnior, acadêmico da entidade e que fez parte da equipe que idealizou o projeto, explicou que ao ter contato com a Academia de Letras da PM de Santa Catarina o incentivo para que o Paraná também tivesse um órgão que centralizasse a produção literária. "Um dos objetivos da ALMEPAR é mostrar para a comunidade paranaense que nós temos a intenção de transparecer o nosso policial, bombeiro, oficial e praça. Também faremos concursos literários, questões de processos seletivos para novos acadêmicos na nossa corporação e, também de um modo geral, divulgar e elevar o nome da nossa instituição", concluiu.

Comitiva da Academia de Letras dos Militares Estaduais de Santa Catarina - (ALEMSC) Prestigia a Fundação, Instalação e Posse da Academia de Letras dos Militares é instalada no Paraná - (ALMEPAR)

Em 03/09/18

Uma comitiva da Academia de Letras dos Militares Estaduais de Santa Catarina, liderada pelo presidente da ALMESC, Cel Roberto Rodrigues de Menezes, prestigiou a instalação da Academia de Letras dos Militares Estaduais do Paraná.

A solenidade foi acompanhada por autoridades militares como a Comandante Geral da PMPR, Cel Audilene de Paula Dias Rocha, o chefe do Estado-Maior Geral no Paraná, Cel Antônio Zanatta Neto, e o chefe da Casa Militar, Cel Maurício Tortato.

Na mesa de honra: Cel Maurício Tortato, chefe da Casa Militar, Cel Roberto Rodrigues de Menezes, presidente da ALMESC, Cel Audilene de Paula Dias Rocha, Comandante Geral da PMPR, Cel Afonso Landa Camargo, presidente da Academia Brigadiana de Letras, e Cel Antônio Zanatta Neto, Chefe do Estado-Maior.

Associação dos Oficiais prestigia fundação da ALMEPAR

O auditório da UNICURITIBA ficou lotado, na noite desta terça-feira (28), para a cerimônia de fundação, instalação e posse dos acadêmicos da Academia de Letras dos Militares Estaduais do Paraná (ALMEPAR).

A solenidade cumpriu todo o rito, com apresentação dos 18 acadêmicos e seus respectivos patronos que nomeiam as cadeiras, acendimento das velas com as cores do estado pela Comandante-Geral da PMPR, Coronel Audilene Rosa de Paula Dias Rocha, entrega de insígnias e certificados e posse dos acadêmicos.

Para o Presidente da ASSOFEPAR, Coronel Izaías de Farias, a fundação da ALMEPAR foi um marco histórico. "É um marco não apenas para a PMPR e os Militares Estaduais, mas também para os Militares de todo o Brasil, porque a fundação da Academia de Letras do Paraná se soma a outros estados que já possuem suas Academias, a exemplo de Santa Catarina, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Bahia, que está em vias de instalação.

Então, esses estados estão unidos para consolidar o projeto de, num futuro próximo, fundar a Academia Brasileira de Letras Militares", disse o Coronel Farias, que também enalteceu a vinda de representantes de outros estados para a solenidade.

"Foi muito importante a presença do Presidente da Academia de Letras dos Militares Estaduais de Santa Catarina, Coronel Roberto Rodrigues Menezes e o Presidente da Academia Brigadiana de Letras, Coronel Alberto Afonso Landa Camargo, apoiando a nossa Academia e consolidando essa cultura de fortalecimento das Polícias Militares em âmbito nacional, além de ser um estímulo aos pensadores das Polícias Militares, que colocam sua dedicação e suas pesquisas em obras para fortalecer a Corporação e a Classe dos Militares Estaduais", finalizou o Presidente da ASSOFEPAR.

A ASSOFEPAR parabenizou os acadêmicos que assumiram as cadeiras na Academia de Letras dos Militares Estaduais do Paraná e enalteceu o Presidente da ALMEPAR, Coronel Antônio Celso Mendes por seu destaque, tanto no conhecimento, como na cultura da Polícia Militar do Paraná.

Em pé: Cel Bornhofen (SC), Cel Anchieta (RS), Cel Afonso Landa (RS), Cel Mendes (PR), Cel Roberto (SC), Maj Nicolau (SC) e João Henrique de Paiva, filho do capitão Paiva, patrono da Cadeira 30 da ALMESC. 

Vice-presidente da AMAI ocupa cadeira na Academia de Letras dos Militares Estaduais

Em 29/08/2018

Foi realizada na terça-feira (28), no auditório da Unicuritiba, a inauguração da Academia de Letras dos Militares Estaduais. Entre os 18 acadêmicos, o Vice-presidente da AMAI, Coronel Janary Maranhão Bussmann, ocupa a cadeira número 2 da ALMEPAR.

Entre os principais objetivos da Academia, que tem como presidente o coronel Antônio Celso Mendes, estão o desenvolvimento do nível cultural dos policiais, a preservação da história da Polícia Militar do Paraná e o incentivo à produção literária, técnica e acadêmica dos policiais, inclusive com criação de doutrinas próprias.

O diretor de comunicação da AMAI, coronel César Alberto Souza, e o diretor de assuntos institucionais, coronel Marcos Antônio Wosny Borba, prestigiaram o evento representando a Entidade.

Solenidade marca instalação da ALMEPAR e posse dos acadêmicos

Em 29/08/18

A cerimônia solene de fundação, instalação e posse da Academia de Letras dos Militares Estaduais do Paraná (ALMEPAR) foi realizada na noite de terça-feira (28), no auditório da Unicuritiba. Mais de 450 pessoas estiveram presentes, entre elas, representando a AVM, o presidente Coronel Washington Alves da Rosa, a diretora do Departamento de Crédito ao Associado, Coronel Rita Aparecida de Oliveira; a diretora da AVMSHOP, Adriane Zimmer Monteiro; o prefeito Sargento Sidney Alcântara, e o Subtenente Machado.

Após o Hino Nacional Brasileiro, sob a regência da Banda de Música da PMPR, o presidente da ALMEPAR, Coronel Antônio Celso Mendes, proferiu a leitura de introdução e a Coronel Audilene foi convidada a acender as velas, nas cores do Estado e do estandarte da Academia e, em seguida, procedeu-se a entrada e colocação do estandarte no dispositivo do pavilhão da Bandeira Nacional.

Ao todo são 18 acadêmicos que ocupam uma cadeira na Academia: Coronel Antônio Celso Mendes; Coronel Janary Maranhão Bussmann, Coronel Irineu Ozires Cunha, Coronel Élio de Oliveira Manoel, Major Waldick Alan de Almeida Garrett, Major José Semmer Neto, Major Marcelo Toniolo de Oliveira, Major Dalton Gean Perovano, Major Marco Antônio da Silva, Capitão Valmir de Souza, Capitão Claudionor Agibert, Capitão João Carlos Toledo Júnior, Capitão Rodolfo Kredens Silva, Capitão Marcelo Trevisan Karpinski, Tenente Adirley Wittikowski, Tenente Rafael Gomes Sentone, Subtenente Izaquiel Leal Miranda e o Soldado Marlon Ricardo de Assis Bastos.

Homenagem

O Capitão Rosinha é o patrono da Academia e recebeu uma homenagem "Post-Mortem" com a entrega da medalha de mérito da ALMEPAR à sua esposa, Marilu Moresqui Alves da Rosa, e demais familiares. A Comandante-Geral e o diretor comandante da APMG também foram homenageados, com a entrega do diploma de Acadêmico de Honra. Na sequência, procedeu-se a cerimônia de recebimento de insígnias, termos de posse e diplomas aos membros efetivos e fundadores.

A mesa diretiva foi composta pela Comandante-Geral da PMPR, Coronel Audilene Rosa de Paula Dias Rocha; o presidente da Academia de Letras dos Militares Estaduais de Santa Catarina, Coronel Roberto Rodrigues Menezes; o presidente da Academia Brigadiana de Letras, Coronel Alberto Afonso Landa Camargo; o Secretário Chefe da Casa Militar, Coronel Maurício Tortato; e o Chefe do Estado-Maior da PMPR, Coronel Antônio Zanatta Neto. Também foram chamados o diretor comandante da APMG, Coronel Mauro Celso Monteiro; e o presidente da Academia Paranaense de Letras, Ernâni Buchmann; entre outras autoridades.

ALMEPAR - Academia de Letras dos Militares Estaduais do Paraná

Diante do potencial esclarecido de suas escolas de formação, com muitos de seus oficiais e praças cursando universidades, resolveu o Comando-Geral da Corporação, por influência de sua co-irmã de Santa Catarina, criar a sua academia de letras, a ALMEPAR (Academia de Letras dos Militares Estaduais do Paraná).

Esta academia é mais um passo no engrandecimento de suas finalidades, na qual pretende desenvolver o nível cultural de seus integrantes, bem como pesquisar a história vivida nos momentos cruciais da história do Paraná. Outros estados já têm estruturadas as suas academias de letras, como Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Bahia, que está em fase de estruturação.

Nunca será demais ressaltar a importância de tal iniciativa, pelos seus aspectos de que, com ela, poderão os seus membros ser incentivados a pesquisar os importantes momentos pelos quais têm passado a instituição, que comemora nesse mês a passagem dos seus 164 anos de existência, desde sua fundação, em 10 de agosto de 1854.

Igualmente, tal academia deverá ser o lócus privilegiado para o desenvolvimento cultural de toda a Corporação, incentivando seus integrantes a se tornarem escritores, o que representaria um crescimento na história da Polícia Militar.

Igualmente, será seu objetivo a pesquisa relacionada à vida histórica dos inúmeros de seus notáveis, o que haverá de contribuir no aumento da ilustração histórica da Polícia Militar como também de seus integrantes, na qual deverão ser realçadas as ações que desempenharam em momentos cruciais da evolução do estado do Paraná, rotineiramente esquecidas no passar dos dias da Corporação, mas que merecem ser permanentemente lembradas.

A Polícia Militar do Paraná, além de estar presente diuturnamente na vida dos paranaenses, tem histórico de participação em todos os momentos cruciais de evolução de seu povo, como a revolução do monge Zé Maria no Irani, o cerco da Lapa, a revolução constitucionalista de 32, o movimento de posseiros no sudoeste, em 1957, a revolução do pente em Curitiba, a revolução de 1964, etc.

REFERÊNCIAS

[1] Disponível em:<https://avmpmpr.com.br/site/academia-de-letras-dos-militares-estaduais-do-parana/>:Acesso em: 03 fev. 20.

[2] Disponível em:<https://avmpmpr.com.br/site/reuniao-discute-criacao-de-academia-de-letras-dos-militares-estaduais-do-parana/> Acesso em: 03 fev. 20.

[3] Disponível em: https://intranet.pmpr.parana/?p=308528>:Acesso em: 03 fev. 20.

[4] Disponível em: https://jornalmilenio.com.br/2018/04/26/parana-tera-academia-de-letras-do-militares/>Acesso em: 03 fev. 20.

[5] Disponível em:<https://avmpmpr.com.br/site/reuniao-da-andamento-aos-trabalhos-para-criacao-da-almepar/> Acesso em: 03 fev. 20.

[6] Disponível em:<https://intranet.pmpr.parana/?p=318202>:Acesso em: 03 fev. 20.

[7] Disponível em: https://www.assofepar.org.br/assofepar-apoia-criacao-da-academia-de-letras-dos-militares-estaduais-do-parana>Acesso em: 03 fev. 20.

[8] Disponível em:<https://avmpmpr.com.br/site/instalacao-e-posse-da-diretoria-provisoria-da-almepar/>: Acesso em: 03 fev. 20.

[9] Disponível em:<https://intranet.pmpr.parana/?p=330347>Acesso em: 03 fev. 20.

[10] Disponível em:<https://www.acors.org.br/2018/academia-de-letras-dos-militares-e-instalada-no-parana/>Acesso em: 03 fev. 20.

[11] Disponível em: https://www.assofepar.org.br/associacao-dos-oficiais-prestigia-fundacao-da-almepar>Acesso em: 03 fev. 20.

[12] Disponível em:<https://www.amai.org.br/noticia/2948/vice-presidente-da-amai-ocupa-cadeira-na-academia-de-letras-dos-militares-estaduais>:Acesso em: 03 fev. 20.

[13] Disponível em:https://avmpmpr.com.br/site/solenidade-marca-instalacao-da-almepar-e-posse-dos-academicos/> Acesso em: 03 fev. 20.

[14] Disponível em: https://www.filosofiaparatodos.com.br/geral/almepar-academia-de-letras-dos-militares-estaduais-do-parana/>Acesso em: 03 fev. 20.